O Departamento

PDF Imprimir E-mail

A atuação da UFPE na área de Engenharia de Produção teve início em 1973, através de Pós-Graduação Lato Sensu, tendo atuado como Stricto Sensu (mestrado) por quatro anos até 1985.

No segundo semestre de 1996 a UFPE estabeleceu um Plano Diretor para a área de Engenharia de Produção, que foi implantado desde então. Este plano propiciou uma ação de integração de pesquisadores que atuam na área, através da elaboração do projeto para criação, em 1997, do PPGEP (Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção). Iniciado em março de 1998 o PPGEP foi credenciado pela CAPES em agosto do mesmo ano e alcançou conceito 6 na avaliação da CAPES.

Antes do início formal do PPGEP, as atividades Stricto sensu em Engenharia de Produção vinham sendo inseridas em outros Programas de Pós-Graduação da UFPE, através de áreas de concentração ou linhas de pesquisa correlatas. Este fato ocorreu após 1985, provocado pela elevada demanda da sociedade nesta área.

Os cursos de pós-graduação stricto sensu nas modalidades de mestrado acadêmico, mestrado profissional e doutorado são ofertados pelo PPGEP. Ainda como resultado do Plano Diretor para a área de Engenharia de Produção na UFPE foi elaborado no âmbito do PPGEP o projeto para o curso de Graduação em Engenharia de Produção, iniciado em março de 2000. Estas atividades em Engenharia de Produção da UFPE passaram a ser suportadas pelo Departamento de Engenharia de Produção, implantado ao final de 1999.

Os cursos de pós-graduação lato sensu, tais como MBA e Especialização, tiveram turmas iniciadas desde 2001 nas áreas de Gestão da Produção, Gestão da Manutenção e Gestão da Informação. Em 2006 foram iniciadas turmas nas areas de Logística e Gestão de Projetos.

O Prédio do Departamento de Engenharia de Produção, inaugurado em 6 de Dezembro de 2016, com suporte às atividades de pesquisa e administrativas do departamento e conta com salas de professor, da pós-graduação e de seminários da pós-graduação, além de laboratórios de pesquisa. A ordem de serviço da construção foi assinada em maio de 2014, pelo reitor.