01/04/2011 - Espaços de Fase para a Mecânica Quântica, Prof. Alfredo Ozorio de Almeida (Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas)

PDF Imprimir E-mail

A mecânica quântica surgiu da identificação das coordenadas do espaço de fases com operadores, mas o princípio de incerteza proibe a correspondência de um estado quântico a um único ponto no espaço de fases. Por isso, as aproximações semiclássicas (WKB) associam um estado quântico a uma superfície no espaço de fases.

Como entender, então, a existência de representações quânticas no espaço de fases, como a de Wigner-Weyl? Essas representações de operadores quânticos se elucidam com a duplicação do espaço de fases, que resolve a aparente contradição com o princípio de incerteza. (No caso de operadores unitários, obtemos uma correspondência perfeita com as transformações canônicas clássicas.)

A incorporação do espaço de fases duplo à teoria semiclássica também permite generalizações, apropriadas a sistemas quânticos abertos, incluindo os fenômenos de descoerência, difusão e dissipação.

Local: Auditório do Departamento de Física (16h)