22/09/2011 - História do Magnetismo - Prof. Alberto Passos Guimarães - (Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas - Rio de Janeiro)

PDF Imprimir E-mail
O conhecimento das propriedades dos ímãs data de três mil anos, ou possivelmente mais. Os primeiros registros que sobreviveram foram feitos pelos antigos Gregos. O fascínio dos fenômenos magnéticos, que nos acompanha até hoje, tem inspirado idéias em diferentes campos do conhecimento. O esforço pelo entendimento desses fenômenos se desenvolve pelo menos desde os Gregos, tendo seguido duas vertentes nos dois últimos séculos: em primeiro lugar, a busca da conexão entre eletricidade e magnetismo no século XIX, que também abre o caminho para a invenção de todo tipo de máquinas elétricas. Um segundo passo decisivo é o desenvolvimento da mecânica quântica, que permite a compreensão da estrutura da matéria e da ordem magnética. Este entendimento básico, combinado com os progressos no conhecimento sobre os materiais, conduziu à produção de melhores ímãs e à emergência do registro magnético de informações, vital para a preservação da memória da Humanidade.

Auditório do Departamento de Química Fundamental