02/12/2011 - Física Biológica, Redes Booleanas e Esquistossomose - Prof. Rita Maria Zorzenon dos Santos - (DF-UFPE)

PDF Imprimir E-mail
Utilizando uma abordagem de Física Estatística  determinamos quais os elementos principais , células e sinalizadores (citocinas),  que regem a dinâmica da resposta imune na fase crônica da infecção pelo Schistosoma Mancini em humanos. A identificação destes elementos e da forma como interagem, nos permitiu construir uma rede de interação entre células e citocinas, que analisamos aqui dentro de uma aproximação booleana  obtendo os atratores da dinâmica.
Os atratores obtidos reproduzem os diferentes comportamento clínicos observados em humanos e os tamanhos das bacias de atração que representam os diferentes casos clínicos são proporcionais as taxas de incidência populacional destes casos. Nossos resultados são ainda validados por observações específicas de sinalização em humanos e camundongos. Desta forma o modelo permite entender as similaridades entre as observações em humanos e o modelo animal apesar das especificidades diferentes das respostas nos dois casos.
Testes de robustez da rede permitem reproduzir situações de nocaute genético de camundongos na produção de certas citocinas e testes com supressão temporária das mesmas. Os resultados obtidos também estão em excelente acordo com observações em camundongos.
Este trabalho é resultado de colaboração de pesquisadores da Faculdade de Medicina e do Departamento de Física da UFPE, do CPqAM-Fiocruz-PE e Universidade Federal de Viçosa.