27/05/2016 – Colóquio - “Cristais quasi-periódicos, vidros metálicos, vidros-de-spin, magnetoimpedância gigante e sistemas nanoestruturados: o que têm em comum?” - Prof. Fernando L. A. Machado (Departamento de Física, UFPE)

PDF Imprimir E-mail

Título

Cristais quasi-periódicos, vidros metálicos, vidros-de-spin, magnetoimpedância gigante e sistemas nanoestruturados: o que têm em comum?

Coloquialista

Prof. Fernando L. A. Machado

Departamento de Física - UFPE

 

 

Resumo: 

Cristais quasi-periódicos (quasicristais) e vidros metálicos têm suas propriedades fisico-químicas determinadas principalmente pela ordem atômica local, podendo apresentar simetrias de translação orientacionais ou serem puramente amorfos. Apresentam ainda alta resistência à corrosão, dureza e propriedades magnéticas que são muito distintas das estruturas cristalinas. A descoberta dos quasicristais redefiniu o conceito de estrutura cristalina e fez com que o Físico Dan Shechtman fosse agraciado com o Prêmio Nobel de Química em 2011. As idiossincrasias dos sistemas magnéticos amorfos nos permitiu a descoberta de um fenômeno de transporte muito importante: a magnetoimpedância gigante. Por fim, em partículas nanoestruturadas é comum a presença de fases amorfas na superfície e/ou interface entre fases magnéticas distintas. No colóquio, apresentaremos nossas contribuições nessas áreas de pesquisa onde esses materiais têm sido usados para testar modelos teóricos que fazem uso de conceitos como átomo-gigante em quasicristais,  “exchange-spring” em nanopartículas tipo “core-shell”, e a dinâmica de spins em uma fase reentrante tipo vidro-de-spin através da medida do tempo de relaxação dos spins por cerca de oito décadas na escala temporal.

 

 

Data, horário e local:

27 de Maio de 2016, 16h

Auditório do Departamento de Física – CCEN – UFPE

Os Colóquios do Departamento de Física da UFPE são transmitidos ao vivo via Internet através do link:
www.ustream.tv/channel/col%C3%B3quio-f%C3%ADsica-ufpe