Grupos de Pesquisa

PDF Imprimir E-mail

Ana Catarina de Souza Lopes

Genética e epidemiologia molecular da resistência e virulência de bactérias gram-negativas

Repercussões dos trabalhos do grupo

O grupo de pesquisa tem publicado trabalhos científicos relevantes sobre a resistência e virulência de bactérias gram-negativas provenientes de pacientes de hospitais de Recife-PE, desde 2010, em revistas indexadas e de impacto internacional. Através das pesquisas do grupo tem se aprofundado os estudos moleculares através da expressão gênica, PCR e do seqüenciamento de genes de virulência e de resistência, como também o sequenciamento completo do genoma (depositado no GenBank), incluindo os plasmídeos de cepas bacterianas virulentas, envolvidas em infecções relacionadas à assistência à saúde, como também o estudo de fatores de riscos associados a essas infecções (IRAS). Dessa forma tem sidio possível um melhor entendimento da epidemiologia e dos mecanismos genéticos, fenotípicos e de disseminação de resistência e de patogenicidade das bactérias analisadas, fornecendo dados que favoreçam a prevenção, controle e antibioticoterapia de infecções bacterianas no ambiente hospitalar.

Ana Lúcia Coutinho Domingues

Esquistossomose Mansônica Clínica e Experimental

Repercussões dos trabalhos do grupo

A principal linha de pesquisa do grupo tem como objetivo o desenvolvimento e aplicação de métodos diagnóstico não invasivo, de baixo custo, que permita avaliar a intensidade da fibrose hepática e o seu grau de atividade. Entre os métodos utilizados pelo grupo a excreção urinária de hidroxipolina é utilizada como um indicador da atividade fibrogênica hepática e pode ser aplicada para o acompanhamento da atividade fibrogênica de pacientes e de grupos populacionais após o tratamento clínico específico para a esquistossomose.

Célia Maria Machado Barbosa de Castro

Nutrição, Imunidade e Atividade Física

Repercussões dos trabalhos do grupo

Os resultados do trabalho deste grupo de pesquisa, utilizando modelos experimentais para avaliação do desenvolvimento e manutenção dos sistemas fisiológicos (em particular do sistema imune e músculo esquelético), fornecem subsídios para melhor compreensão dos efeitos de agressões nutricionais sofridas durante o período crítico de desenvolvimento do organismo e da interação existente entre os sistemas fisiológicos na manutenção da homeostase. O estudo de parâmetros da imunidade na fase adulta é de grande relevância para melhor compreensão dos efeitos das manipulações ocorridas no período neonatal e de suas repercussões, possivelmente nocivas, nos padrões adultos definitivos. Outrossim, o treinamento físico de intensidade moderada está associado a benefícios para a saúde e a melhoria de muitas funções do sistema imunológico. Neste sentido, o grupo está desenvolvendo estudos que avaliam as alterações morfológicas e fisiológicas induzidas pelo treinamento físico na busca do estabelecimento de uma nova situação de equilíbrio dos processos homeostáticos que possam atenuar ou eliminar os efeitos de possíveis distúrbios orgânicos instalados na fase precoce do desenvolvimento e crescimento. As agressões nutricionais em populações de países subdesenvolvidos e em vias de desenvolvimento como o Brasil apresentam grande freqüência.

Edmundo Pessoa de Almeida Lopes Neto

Doenças do Fígado

Repercussões dos trabalhos do grupo

O grupo pretende investigar a epidemiologia, as repercussões clínicas e formas de intervenções terapêuticas nas doenças hepáticas, especialmente as hepatites e a esquistossomose.

Fábio André Brayner dos Santos

Imunologia de Invertebrados

Repercussões dos trabalhos do grupo

O grupo possui importantes publicações em periódicos científicos indexados abordando os aspectos funcionais efetores da resposta imunológica de Anopheles gambiae e sua capacidade de apresentar memória imunológica frente a infecção pelo Plasmodium spp. Com a realização dos novos projetos propostos pelo grupo, os aspectos funcionais celulares e moleculares, efetores da resposta imunológica de Aedes aegypti, Aedes albopictus, Culex quinquenfasciatus, Anopheles spp., Lutzomyia spp. e Biomphalaria spp., serão investigados utilizando técnicas moleculares e celulares, após desafio destes invertebrados ao vírus dengue, Leishmania spp , Plasmodium e Schistosoma mansoni. Os resultados obtidos contribuirão para o entendimento da relação parasito-hospedeiro objetivando a elaboração de futuros métodos de controle dos invertebrados estudados e consequente propagação das doenças relacionadas.O grupo colabora com as seguintes instituições:UFPE, UFRPE, UPE, CPqRR, NIH-USA

Heloísa Ramos Lacerda de Melo

Epidemiologia, manifestações clínicas, complicações da terapia anti-retroviral e resistência viral na infecção pelo HIV/Aids

Repercussões dos trabalhos do grupo

O grupo formou-se em 2004 a partir do interesse compartilhado de pesquisadores em estudar a infecção pelo HIV, a Aids e outras formas de imunossupressão relacionadas aos transplantes e contribuir para o seu entendimento e controle. À medida que o grupo foi se consolidando as interfaces entre áreas de atuação dos pesquisadores determinaram a formação de linhas de pesquisa articuladas em torno de problemas a serem solucionados. Sendo assim, as seguintes Linhas de Pesquisa estão em atividade: Epidemiologia e; manifestações clínicas da infecção pelo HIV/Aids e avaliação da sobrevida nos diferentes grupos populacionais (idosos, mulheres e nas gestantes). Epidemiologia das co-infecções relacionadas ao HIV/Aids e transplantes (doenças oportunistas, toxoplasmose, tuberculose e vírus das hepatites). Epidemiologia e freqüência da resistência primária e secundária do HIV aos anti-retrovirais. Esta última Linha de Pesquisa conta com a participação de pesquisadores do Laboratório de Virologia da UN

Maria Amélia Vieira Maciel

Estudos microbiológicos, epidemiológicos e moleculares de bactérias de interesse médico

Repercussões dos trabalhos do grupo

Este grupo de pesquisa, têm como objetivo principal estudar isolados bacterianos provenientes de hospitais do Grande Recife,   relacionando dados epidemiológicos, microbiológicos, destacando o perfil fenotípico e genético de resistência aos antimicrobianos de bacilos Gram negativos não fermentadores e estafilococos. Como também análise de mecanismos de virulência e resistência relacionados aos biofilmes bacterianos de espécies como Staphylococcus spp. , P. aeruginosa e Acinetobacter spp de linhagens bacterianas de pacientes oncológicos de hospital de referencia de Pernambuco.

Maria Rosângela Cunha Duarte Coêlho                       

Viroses Humanas

Repercussões dos trabalhos do grupo

O grupo viroses humanas formado a partir de 1998 visa dar continuidade aos trabalhos desenvolvidos no setor de virologia do LIKA, desde a sua criação em 1986. Aqui foram realizados os primeiros estudos no Brasil sobre o vírus herpes humano (HHV-6) e na região sobre a infecção pelo citomegalovírus humanos(CMVH) e o vírus linfotrópico humano (HTLV), que trouxeram importantes informações sobre grupos de risco e a epidemiologia destes vírus. As pesquisas desenvolvidas no Setor de Virologia visam estudar os aspectos epidemiológicos, sorológicos e moleculares de viroses humanas, além de contribuir com a formação de recursos humanos na área de virologia, que é tão carente em nossa região.Este grupo é formado por pesquisadores ligados aos diversos Programas de Pós-Graduação da UFPE, principalmente da Pós-Graduação em Medicina Tropical e os mestrandos, doutorandos e alunos de iniciação científica desenvolvem suas pesquisas no Setor de Virologia do LIKA-UFPE sob nossa coordenação.

Rejane Pereira Neves

FUNGOS DE INTERESSE MÉDICO E LEVEDURAS DE INTERESSE BIOTECNOLÓGICO

Repercussões dos trabalhos do grupo

Os trabalhos relacionados a essa linha de pesquisa correspondem ao conhecimento e caracterização de fungos patógenos quando agentes etiológicos de micoses e quando isolados de substratos naturais do meio ambiente. Além disso, tem como finalidade identificar e caracterizar leveduras de interesse biotecnológico isoladas de substratos usados em indústrias e/ou de resíduos das mesmas. Os fungos patógenos e leveduras identificadas e caracterizadas ampliarão o acervo dos Bancos de Fungos de Interesse Médico e de Leveduras de Interesse Biotecnológico da Coleção de Cultura URM-UFPE. Os fungos depositados nesses Bancos, deverão ser utilizados em diversas linhas de pesquisa desenvolvidas na Universidade Federal de Pernambuco e quando solicitados em outras instituições, inclusive indústrias. Os resultados obtidos em relação aos fungos patógenos indicarão a necessidade de medidas profiláticas e/ou preventivas em comunidades rurais, urbanas e/ou carentes.

Ricardo Arraes de Alencar Ximenes

EPIDEMIOLOGIA DE DOENÇAS INFECCIOSAS

Repercussões dos trabalhos do grupo

O grupo vem consolidando sua atuação na área de doenças endêmicas em áreas urbanas. Congrega pesquisadores com diferentes níveis de formação, tendo na sua composição estudantes de iniciação científica, alunos de mestrado e doutorado, e pesquisadores/doutores que, embora pertençam a diferentes instituições, vem atuando conjuntamente, sobretudo no estudo da epidemiologia e controle das doenças infecciosas. Mantêm-se os trabalhos os trabalhos colaborativos e as parcerias com outros grupos dentro e fora do país. Ressalte-se a cooperação internacional com a London School of Hygiene and Tropical Medicine e a interseção com o projeto de tuberculose aprovado no Instituto do Milênio. A produção cientifica do grupo vem sendo apresentada sob a forma de trabalhos em congressos nacionais e internacionais, dissertações, teses e artigos (vide currículo Lattes). Os estudos procuram dar respostas as questões locais em consonância com o desenvolvimento científico e tecnológico.

Valdênia Maria Oliveira de Souza

IMUNORREGULAÇÃO DAS DOENÇAS INFECTO-PARASITÁRIAS E DOS FÁRMACOS ANTIPARASITÁRIOS

Repercussões dos trabalhos do grupo

Desenvolver estudos, experimentais e em humanos, envolvendo as doenças infecto-parasitárias (esquistossomose, geohelmintiases, toxoplasmose, tripanossomíases, hanseníases) abordando a resposta imune celular e evolução da produção de anticorpos durante a interação hospedeiro-parasito, a fim de alcançar ferramentas e mecanismos imunomoduladores que possam contribuir na atenuação das reações inflamatórias crônicas causadas pelos parasitas ou frente aos antígenos não-relacionados (antígenos vacinais, alérgenos, auto-antígenos e tumores), bem como a avaliação da eficácia de novas drogas anti-parasitárias e seus efeitos no hospedeiro.

Vera Magalhães da Silveira

AVALIAÇÃO DA ETIOLOGIA DAS INFECÇÕES E DOS MECANISMOS DE PRODUÇÃO DE DOENÇA DOS PATÓGENOS

Repercussões dos trabalhos do grupo

O Grupo Avaliação da etiologia das infecções e dos mecanismos de produção de doença dos patógenos realizou diversas pesquisas visando a avaliação e qualificação de métodos diagnósticos para infecções em pacientes com aids, particularmente coinfectados com tuberculose e HPV.