Apresentação

PDF Imprimir E-mail

O Laboratório de Combustíveis – LAC

O Laboratório de Combustíveis da Universidade Federal de Pernambuco (LAC-UFPE) está localizado em uma área de 400 m2 nas dependências do Departamento de Engenharia Química, do Centro de Tecnologia e Geociências.

Criado em agosto de 2000, o LAC surgiu a partir de um convênio com a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) com a finalidade de monitorar a qualidade dos combustíveis automotivos comercializados no estado de Pernambuco. Com a aprovação de recursos no Edital FINEP-CTPETRO 01/2000, o LAC-UFPE teve sua infra-estrutura instalada para atender a pesquisa científica e o desenvolvimento tecnológico em suas áreas de atuação.

O LAC-UFPE presta serviços tecnológicos nas áreas de derivados de petróleo e biocombustíveis e desenvolve pesquisas, além de atuar na formação de recursos humanos especializados. Desde o início de suas atividades, monitora a qualidade dos combustíveis para a ANP, apresentando-se como um laboratório de referência na área. 

No que se refere à infra-estrutura disponível, o laboratório dispõe de equipamentos de última geração que lhe permitem oferecer diversas análises em derivados de petróleo, biocombustíveis e produtos afins. Podem ser citados analisadores portáteis por absorção na região do infravermelho, fluorescência de raios‐X, cromatógrafo a gás, densímetros digitais, aparelhos para determinação da pressão de vapor de gasolina e do teor de goma, viscosímetro, colorímetros, medidor de pH, condutivímetro, espectrômetro Near Infra Red (NIR), absorção atômica, fotômetro de chama, banho para ponto de fluidez, viscosímetros, equipamento para ponto de fulgor e tituladores automáticos para análise do índice de acidez e basicidade. 

Adicionalmente, o laboratório atua na pesquisa e desenvolvimento de novos métodos analíticos, investindo na ampliação de suas áreas de atuação, como no ramo de biocombustíveis, biolubrificantes e processos a altas pressões (extração supercrítica). 

Em maio de 2007, o LAC passou a fazer parte da lista dos laboratórios com ensaios acreditados pela Coordenação Geral de Acreditação do Inmetro (CGCRE) segundo os requisitos da norma ABNT NBR ISO/IEC 17025 (CRL 0260, para consultar escopo de ensaios acreditados  Clique aqui ). 

O laboratório conta com a colaboração de doutores, mestres, químicos industriais, engenheiros químicos, técnicos e profissionais da área administrativa com formação e experiência nas áreas de: 

- Metrologia e Qualidade

- Química Analítica

- Quimiometria

- Termodinâmica

- Modelagem Matemática

- Processos a Altas Pressões

- Simulação, Controle e Otimização de Processos Químicos

Além disso, o LAC possui alunos bolsistas e estagiários que atuam no laboratório, desenvolvendo trabalhos que auxiliam em sua capacitação profissional. No total, o quadro conta com aproximadamente 80 integrantes.

 

 


O Programa de Monitoramento da Qualidade dos Combustíveis - PMQC

 

A crescente busca da população em agregar maior conforto ao dia-a-dia é responsável direta pelo aumento da demanda de veículos automotores de passeio, o que influencia diretamente em maior consumo e oferta de combustíveis. No entanto, isto pode ocasionar perdas quanto à qualidade do produto final oferecido ao consumidor, seja por falta de estrutura tecnológica para alguns produtores ou pelo desejo de crescentes lucros por parte de terceiros, que adulteram os produtos buscando se eximir de cobranças fiscais ou simplesmente desvalorizar o produto comercializado. 

Assim, foi criada a ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis), que tem como uma de suas atribuições verificar a qualidade dos combustíveis comercializados em todo o território nacional, buscando minimizar as ações fraudulentas existentes no comércio de combustíveis nacional com ações provenientes dos laboratórios conveniados ao Programa de Monitoramento da Qualidade dos Combustíveis (PMQC) e dos órgãos de fiscalização interna da agência e dos próprios Estados, como as Secretarias Fazendárias Estaduais. 

Em razão das dimensões nacionais, da impossibilidade logística de avaliar a qualidade dos combustíveis num único laboratório e da existência de um número expressivo de laboratórios em Universidades e Institutos de Pesquisa, a ANP mantém acordos com instituições que atuam hoje no monitoramento da qualidade dos combustíveis brasileiros. No mapa abaixo podem ser visualizadas as áreas de atuação dos laboratórios conveniados ao PMQC:

 

mapa site 2 2

 

Desde o início de suas atividades (2000), o LAC tem realizado o monitoramento dos combustíveis nos Estados de Pernambuco e Alagoas. Em 2005, passou a monitorar também o Estado de Sergipe. Nestes três Estados, totalizando aproximadamente 17944 amostras/ano, o que representa 7,3% dos combustíveis comercializados no país. 

A implementação do PMQC acarretou uma significativa melhora no tocante à qualidade dos combustíveis revendidos nos postos em todo território nacional e esta tendência pode ser continuamente verificada. Os resultados obtidos no monitoramento da qualidade dos combustíveis nos últimos anos em termos de porcentagem de não-conformidades para gasolina, óleo diesel e álcool hidratado em todo o território nacional e separadamente por Estado são expostos mensalmente nos Boletins de Qualidade dos Combustíveis Automotivos e são de domínio público, podendo ser acessados diretamente no site da ANP através do link: http://www.anp.gov.br/?id=625.

Imagem1