Docentes

PDF Imprimir E-mail
 

O corpo docente do Curso de Especialização em Pedagogia do Instrumento é formado por profissionais do Departamento de Música da UFPE.

 

 alt

ANA CAROLINA NUNES DO COUTO: Mestre em Música (2008) e Especialista em Educação Musical (2004) pela UFMG (MG), e Licenciada em Música (2002) pela UEL (PR). Estudou piano no Conservatório Municipal de Música “Cacilda Becker” (Pirassununga – SP), onde concluiu o Curso Técnico em Música (1997). Atuou como professora e pesquisadora na UEMG (Universidade do Estado de Minas Gerais) de 2005 a 2009, e em diversas escolas de música em Belo Horizonte (MG) e Londrina (PR). Foi pianista do Coral da Secretaria de Estado da Fazenda de Minas Gerais de 2002 a 2007. Trabalha desde 2009 no Departamento de Música da UFPE, desempenhando as funções de Vice Coordenadora do curso de Licenciatura em Música, e de professora da disciplina Instrumento Auxiliar – Teclado, cadeira que busca capacitar o futuro professor de Música a desenvolver suas habilidades técnicas nesse instrumento, visando sua utilização pedagógica de forma expressiva e criativa em sala de aula. Desenvolveu, durante o ano de 2010, o curso de extensão “Oficina de Arranjos para Pianistas”, que objetivou auxiliar pianistas a manipular o repertório da música popular através da aquisição de técnicas próprias a este tipo de música. Tem atuado na organização de eventos de cunho científico, como é o caso do X Encontro Regional da ABEM NE, ocorrido em junho de 2011 em Recife, onde atuou como tesoureira e parecerista, e coordenou a Semana da Música 2011, ocorrida em novembro de 2011. É idealizadora e coordenadora do Projeto de Extensão “Eu faço Música!”, que promove apresentações comentadas de grupos de música popular de alunos do Departamento de Música que possuem trabalhos autorais, levantando material para futuras pesquisas nas áreas de Educação Musical e Música Popular. Idealizou o curso de Especialização em Pedagogia do Instrumento, do qual é vice-coordenadora. É pesquisadora cadastrada no CNPq, com atuação no Grupo de Pesquisa em Formação e Atuação Profissional de Professores de Música. Tem artigos e trabalhos publicados em Anais de congressos da ABEM (Associação Brasileira de Educação Musical), da SACCOM (Sociedade Argentina para las Ciencias Cognitivas de La Musica), e em revistas especializadas.

Lattes: http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4204250D7

 

 

alt

ANTONIO CARLOS RABELO NIGRO FILHO nasceu na cidade do Recife, tendo iniciado seus estudos musicais com a professora Esther de Mello e Silva. Posteriormente passou a ser orientado pelo professor Flávio Medeiros, na Escola de Música das Graças. Em 1991, ingressou no Curso de Extensão do professor Edson Bandeira de Mello. Nesse período realizou seu primeiro recital em Recife, no Teatro Valdemar de Oliveira. Após concluir o curso de bacharelado em piano, seguiu para a Alemanha, em 1998, como bolsista da CAPES e do programa Elgin Roth Stipendiat, para continuar seus estudos na Martin-Luther Uniiversitãt Halle-Wittenberg, na classe do professor Dr. Marco Antonio de Almeida.  Atuou como professor de piano na Martin-Luther Uniiversitãt Halle-Wittenberg, no G. Fr. Händel Konservatorium e da Kirchenmusikhochschule, na cidade de Halle/Saale, Alemanha. Desde abril de 2011 é professor substituto no curso de bacharelado em piano da Universidade Federal de Pernambuco, e idealizador do projeto Algo+q Piano.

Lattes: http://lattes.cnpq.br/1835578071240052

  

 

cristiane galdino

CRISTIANE MARIA GALDINO DE ALMEIDA possui graduação em Música  - Licenciatura (1987), pela Universidade Federal de Pernambuco, bacharelado em Música  - Instrumento/Flauta Doce (1995), pela mesma universidade. Cursou o mestrado em Música (2005) e o doutorado em Música (2009) pela Universidade  Federal do Rio Grande do Sul. Atualmente é professora adjunto 1 da Universidade Federal de Pernambuco, vice-diretora do Centro de Artes e Comunicação (CAC) e coordenadora do subprojeto de música do PIBID/UFPE. Coordena o Grupo de Pesquisa Formação e atuação profissional de professores de música. Tem experiência na área de Artes/Música, com ênfase em Educação Musical, atuando principalmente nos seguintes temas: formação de professores; educação musical não-formal; educação musical e etnomusicologia; e formação de professores de música e diversidade.

Lattes: http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4775896P5

 

 

alt 

DANIELE CRUZ BARROS é Doutora em Música e Musicologia do século XX pela Universidade de Paris 4 – Sorbonne (2007) e Mestra em Musicologia pelo Conservatório Brasileiro de Música (RJ), onde apresentou dissertação sobre os estilos nacionais na obra do compositor G. P. Telemann. É Bacharel em Instrumento (flauta doce) e Licenciada em Música pela UFPE. Entre 1996 e 1998 foi bolsista do governo brasileiro (CAPES/APARTES) para aperfeiçoar-se em flauta doce no Conservatório Nadia Boulanger (Paris), sob orientação de Laurence Pottier. É autora do livro "A flauta doce no século XX: o exemplo do Brasil" (2010), publicado pela Editora Universitária – UFPE, e organizadora do "1º Caderno de Música Pernambucana para flauta doce", publicado pela mesma editora. Entre 2006 e 2010, traduziu e publicou três volumes do "Método de flauta doce" de autoria de Laurence Pottier. Em outubro de 2010, organizou o IV Encontro Nacional de Flauta Doce, sediado em Recife. Em 2011, com apoio da Capes, coordenou as publicações "Novos Caminhos da Flauta doce – palestras e pesquisas" e "Novos Caminhos da Flauta doce – composições", resultantes do referido evento. Recentemente, também publicou o artigo "Three Generations of composers" no periódico The Recorder Magazine (EUA). Seu currículo de instrumentista inclui recitais como solista e camerista, dedicando-se tanto à música barroca quanto à do século XX e início do século XXI. Tem contribuído com a ampliação do repertório da flauta doce no Brasil através de projetos, encomendas e estréias de obras. Desde 1993, é professora da Universidade Federal de Pernambuco, onde é responsável pela área de flauta doce. Nesta instituição, vem atuando junto ao Consort de flautas doces (2000-2003) – grupo dedicado aos repertórios da Renascença e do século XX (CD lançado em 2010), e ao Flauta de Bloco: grupo de música pernambucana (2009 -). Desenvolve pesquisas relacionadas ao repertório da flauta doce, e recentemente, orienta projetos que se encontram na interseção da educação musical, da etnomusicologia e da prática instrumental.

Lattes: http://lattes.cnpq.br/2639363541403762

 

 

alt

LUCIANA CÂMARA é bacharel e mestre em Música pela Escola de Música da UFRJ, doutora em Musicologia pela Universidade de Glasgow, Escócia. Sua tese discute a relação entre tempo musical nas obras do século XVII em estilo livre para cravo e o conceito de subjetividade no mesmo período. Tem trabalhos apresentados em diversos congressos internacionais em Londres, Edimburgo, Aveiro, Glasgow e Belfast. Iniciou sua formação em cravo com o cravista Marcelo Fagerlande, na EM-UFRJ. Como bolsista do KAAD especializou-se em instrumentos históricos de tecla com o cravista e forte-pianista Robert Hill na Escola Superior de Música de Freiburg, Alemanha. Ministrou regularmente workshops de interpretação de música barroca no Departamento de música da Universidade de Glasgow entre 2007 e 2009. Seu currículo artístico inclui recitais solo e de câmara no Brasil, na Alemanha e na Escócia. Atualmente é professora de cravo do Departamento de Música da UFPE.
Áreas de interesse: Cravo; Instrumentos históricos de tecla; Pesquisa em performance musical (séculos XVII e XVIII); Musicologia; Filosofia e Música

Cursos que ministra: Cravo (bacharelado e licenciatura), Baixo Contínuo, História da música (séculos XVII e XVIII), Introdução à musicologia

Lattes: http://lattes.cnpq.br/2587310885848689

Contato: Este endereço de e-mail está protegido contra SpamBots. Você precisa ter o JavaScript habilitado para vê-lo.

 

 

alt

MARIA AÍDA FALCÃO DOS SANTOS BARROSOé mestre em Música – Cravo e graduada em Regência pela Escola de Música da UFRJ. Dirigiu o Quarteto Colonial, grupo vocal especializado em obras a cappella, com o qual realizou as turnês "O Sacro e o Profano na Música Brasileira do Séc. XIX", por dez cidades do Centro-Oeste e Norte do país (jan-2005); "Cantos Brasileiros", por quatro cidades do Nordeste (set-2006) e "Brasil a Quatro Vozes", por cinco cidades do Nordeste (set-2010). O Quarteto Colonial tem se apresentado nas principais séries musicais do Rio de Janeiro e participado de Festivais Internacionais como o de 9º Festival Internacional de Música Contemporânea da Universidade do Chile e o VIII Festival Internacional de música renascentista y barroca americana "Misiones de Chiquitos", na Bolívia (2010). Ainda com o Quarteto Colonial lançou, em 2008, pela gravadora Biscoito Fino, o CD O SACRO E O PROFANO - A MÚSICA NA CORTE DE DOM JOÃO VI, terceiro CD da Série lançada pela Prefeitura do Rio de Janeiro em comemoração aos 200 anos da chegada da Família Real portuguesa ao Brasil.Atualmente é Professora de Percepção Musical no Departamento de Música da UFPE. É coordenadora da OEF – Orquestra Experimental de Frevo da UFPE, do grupo TAMBACAC, que realiza pesquisa e performance tendo o corpo como produtor de som e movimento e do LEMEI – Laboratório de Educação Musical Especial e Inclusiva, todos no Departamento de Música da UFPE. 

 Lattes: http://lattes.cnpq.br/8495338048451219

 

 

 

alt

PAULA BUJES é natural de Porto Alegre. Possui Doutorado em violino pela Universidade Estadual da Louisiana (EUA-2013). Paula mantém um duo com seu marido Pedro Huff (cello) há 10 anos, com quem tem estreado peças para a formação. Entre seus recentes trabalhos em performance se incluem colaborações ao lado de músicos de renome internacional no último Festival Virtuosi (Recife/Gravatá, 2014/15), no programa Partituras da TV Brasil (Rio de Janeiro, 2015) e no Festival Beethoven (Park City, UT/EUA, 2015). É professora de violino na Universidade Federal de Pernambuco desde 2013, onde além de manter uma classe de alunos de violino acomoda uma intensa agenda de recitais e pesquisa em pedagogia da performance ao violino. Paula é especialista no revolucionário método de violino do búlgaro Trendafil Milanov e seu projeto de pesquisa atual visa adaptar a filosofia e metodologia do método Milanov para o uso no Brasil. Atualmente faz parte do Grupo de Pesquisa "Formação e atuação profissional de professores de música," coordenado pela Profa. Dra. Cristiane Maria Galdino de Almeida.

Lattes: http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4734743E3

 

 

 

 

 

 

  

 

 

PROFESSORA CONVIDADA:

 

alt

IBRANTINA GUEDES DE CARVALHO LOPES é Mestre em Comunicação Social pela Universidade Federal de Pernambuco (2010). Possui Especialização em Cultura Pernambucana pela Faculdade Frassinetti  do Recife (2007), Licenciatura em Música pela Universidade Federal de Pernambuco (2000) e Licenciatura em Letras pela Faculdade Frassinetti do Recife (1986). Educadora Musical, atualmente é professora do Centro Profissionalizante de Criatividade Musical do Recife e da Faculdade Santa Catarina. Interesse de pesquisa está relacionado aos temas música e mídia, educação musical.

Lattes: http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4208035Y8